Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

Transtorno de Personalidade Esquizóide

 

A característica essencial do Transtorno da Personalidade Esquizóide é um padrão invasivo de distanciamento de relacionamentos sociais e uma faixa restrita de expressão emocional em contextos interpessoais. Este padrão começa no início da idade adulta e apresenta-se em variados contextos. “Os indivíduos com Transtorno da Personalidade Esquizóide parecem não possuir um desejo de intimidade, mostram-se indiferentes às oportunidades de desenvolver relacionamentos íntimos, e parecem não conseguir muita satisfação pelo facto de fazerem parte de uma família ou de outro grupo social. Eles preferem passar o seu tempo sozinhos a estarem com outras pessoas. “Com frequência, parecem ser socialmente isolados ou "solitários", quase sempre escolhendo actividades ou passatempos solitários que não envolvam a interacção com outras pessoas. Preferem tarefas mecânicas ou abstractas, tais como jogos matemáticos ou de computador. “Podem ter pouco interesse em experiências sexuais com outra pessoa e têm prazer em poucas actividades (se tiverem em alguma). Existe, geralmente, uma experiência reduzida de prazer em experiências sensoriais, corporais ou interpessoais, tais como caminhar na praia ao pôr-do-sol ou fazer sexo. “Estes indivíduos não têm amigos íntimos ou confidentes, excepto, possivelmente, algum parente em primeiro grau. “Os indivíduos com Transtorno da Personalidade Esquizóide frequentemente mostram-se indiferentes à aprovação ou crítica e parecem não se importar com o que os outros possam pensar sobre eles. Podem ignorar as subtilezas normais da interacção social e com frequência não respondem adequadamente aos indicadores sociais, de modo que parecem socialmente ineptos ou superficiais e absortos consigo mesmos. “Geralmente exibem um exterior "insosso", sem reactividade emocional visível, e raramente retribuem gestos ou expressões faciais, tais como sorrisos ou acenos. Afirmam que raramente experimentam fortes emoções, tais como raiva e alegria. Frequentemente exibem um afecto restrito e parecem frios e indiferentes. “Entretanto, em circunstâncias muito incomuns nas quais estes indivíduos, pelo menos temporariamente, se sentem mais à vontade para se revelarem, podem reconhecer sentimentos dolorosos, particularmente relacionados com as interacções sociais. “Os indivíduos com Transtorno da Personalidade Esquizóide podem ter uma particular dificuldade para expressar raiva, mesmo em resposta à provocação directa, o que contribui para a impressão de não possuírem emoções. As suas vidas frequentemente parecem não ter um rumo em termos de metas. “Esses indivíduos muitas vezes reagem passivamente a circunstâncias adversas e têm dificuldade em responder adequadamente a acontecimentos importantes das suas vidas. Em resultado da sua falta de habilidade para interacções sociais e da falta de desejo de ter experiências sexuais, os indivíduos com este transtorno têm poucos relacionamentos, os encontros românticos são pouco frequentes e geralmente não se casam. «O funcionamento ocupacional pode estar prejudicado, particularmente se houver necessidade de envolvimento pessoal, mas os indivíduos com este transtorno podem sair-se bem quando trabalham em condições de isolamento social».

Psicóloga às 22:25
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


Acerca de mim

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Transtorno de Personalida...

Transtorno de Personalida...

RE-ENCAMINHAMENTO DE CONS...

MARCAÇÃO DE CONSULTAS

AFINAL QUAL É O PAPEL DO ...

tags

acompanhamento em momentos de crise

adolescência

ajuda psicológica

alcoolismo

amor

asperger

ausência do blog

bipolar

bullying

cleptomania

consultas de psicologia

depressão

depressão na terceira idade

dislexia

esquizofrenia

hiperactividade

luto patológico

neurose fóbica

obesidade

pedidos de ajuda

pedofilia

psicologia

psicoterapia

sexualidade

sociedade

terceira idade

transtornos de personalidade

tricotilomania

todas as tags

links