Domingo, 19 de Outubro de 2008

PEDOFILIA: Vidas perdidas algures no passado…

 

A pedofilia trata-se de um tipo de violência sexual que ocorre entre 2 pessoas, da qual faz parte um menor e um adulto que perpetua o acto.
No abuso sexual de menores, o adulto utiliza a criança para sua gratificação sexual, sem haver consentimento da mesma. O perpetuador serve-se da sua posição de autoridade para praticar estes actos.
Considera-se abuso sexual qualquer exposição, toque sexual, penetração oral ou vaginal. Este pode ainda ser físico (violento ou não violento) ou não físico.
O abuso sexual físico não violento diz respeito a carícias nos órgãos genitais do menor, e ao acto sexual praticado com o consentimento da criança. Por sua vez, o abuso sexual violento caracteriza-se pela violação ou prática de qualquer acto de índole física, realizado sem o consentimento do menor.
O abuso sexual não físico é referente a práticas de exibicionismo (mostrar filmes ou fotografias pornográficas, exibir os órgãos genitais ou fazer qualquer tipo de comentários obscenos), voyerismo (olhar e espreitar por entre portas e janelas, violando a privacidade) ou pornografia infantil (filmar ou fotografar crianças nuas).
Sob o ponto de vista patológico, a pedofilia considera-se uma perversão sexual, isto é, uma estrutura psicopatológica caracterizada por desvios do objecto e finalidades sexuais. A pessoa sente-se atraída por aquilo que é pessoal ou socialmente proibido. Trata-se de uma parafilia (doença do foro sexual) em que há uma constância de fantasias e desejos sexuais específicos com crianças. 
A maioria dos pedófilos são homens, e ao contrário do que se possa pensar, a escolha da vítima não é pré-determinada. É movida por aspectos inconscientes e relaciona-se com a história de vida do agressor, como por exemplo, traumas e fantasias sexuais. Há também quem tenha passado por privações sociais e parentais na infância, ou mesmo sofrido abusos sexuais enquanto pequeno.
Alguns autores consideram que no caso de investidas sexuais entre adolescentes, há que observar pelo menos 5 anos de diferença entre os 2 agentes. Porém, é imprescindível uma avaliação específica de cada situação, não devendo, à partida, o adolescente mais velho ser caracterizado como detentor de um transtorno psicossexual.
A maioria dos pedófilos procura relacionar-se pessoal e profissionalmente com as crianças, sendo uma larga percentagem (60-70%) constituída por familiares.
O agressor aparece à criança como seu ‘salvador’, como alguém que a quer proteger, cativando-a com a sedução de quem a conhece bem. Começa em geral por partilhar um segredo, e assim traz a criança para a sua esfera privada. Depois chama-a a participar na sua perversão sexual, e nunca chega a admitir que a criança está a ser alvo de um crime.
A recuperação da vítima é muito difícil e prolongada, sendo necessária a intervenção de um terapeuta especializado. É premente que se inicie a intervenção o mais precocemente possível, sob pena do desenvolvimento de perturbações irreversíveis.
É inegável o bloqueio de uma vivência interpessoal satisfatória em qualquer que seja a idade em que a vítima é abusada. Não só a esfera individual é afectada, como todos os sistemas em relação com o sujeito. Por isso, o tratamento implica a associação de uma série de elementos, que vão desta a família, à inclusão e participação na sociedade.
:
tags:
Psicóloga às 16:27
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De andreza a 23 de Março de 2011 às 17:04
meu esposo é padrasto dos meus filhos um tem 8 e a outra tem 9 as vezez quando sai do banho ele tem mania de ficar andando nu pela casa ele trabalha em educaçao infantil como pedagogo e mesmo andando nu pela casa na frente das crianças , eu gostaria de saber se isso tira a inocencia das crianças se é um tipo de ixibicionismo ou abuso sexual? me ajudem porque não sei se devo ver isso como relaçao entre familia pais e filhos ou exibicionismo sexual por que eu quando criança , meu pai sempre me respeitou e eu nnca o vi nu mas ao contrario do meu esposo ele e seu irmão foram criados ,era normal para eles mae pai e filhos andarem nu pela casa, mas na familia dele era a mae o pai e dois meninos , por mais que eu considere ele como pai , porque ele esta criando ele nao é pai sanguineo , no meu caso eu tenho um casal por favor me ajudem oque devo fazer???????????

Comentar post

Bem Vindos ao meu Blog

MyCuteGraphics.com - Cute Glitter Graphics

Acerca de mim

Contador de Visitas

Hospedagem de Sites
Contador de visitas grátis

Users Online

online

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Transtorno de Personalida...

Transtorno de Personalida...

RE-ENCAMINHAMENTO DE CONS...

MARCAÇÃO DE CONSULTAS

AFINAL QUAL É O PAPEL DO ...

tags

acompanhamento em momentos de crise

adolescência

ajuda psicológica

alcoolismo

amor

asperger

ausência do blog

bipolar

bullying

cleptomania

consultas de psicologia

depressão

depressão na terceira idade

dislexia

esquizofrenia

hiperactividade

luto patológico

neurose fóbica

obesidade

pedidos de ajuda

pedofilia

psicologia

psicoterapia

sexualidade

sociedade

terceira idade

transtornos de personalidade

tricotilomania

todas as tags

Caixinha de diálogo

links

Bom Dia para todos

MyCuteGraphics.com - Cute Glitter Graphics